APAE Carangola passa por rombo de mais de 160 mil em atrasos de repasse público

Publicado por

Crise financeira na APAE agrava em 2018 e funcionários ficam com salários atrasados

Há mais de meio século que Carangola possui uma Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) para dar assistência, saúde e educação especial para quem precisa. Em uma conversa com a Folha da terra, o presidente da associação, Adilson Gadiole, 69, e a neta dos fundadores, Camila Lima, 36, hoje uma das responsáveis pelos projetos sociais da instituição, contaram sobre as dificuldades financeiras que estão passando. “O dinheiro público que devia ser passado para a gente em relação ao aluguel do nosso espaço para uma escola pública e de projetos governamentais, como o Programa de Intervenção Precoce Avançada (PIPA), estão atrasados há meses! Enquanto isso os funcionários ficam sem salário e a infraestrutura vai decaindo”.

QUEM IRÁ NOS PROTEGER?

Pensando em driblar os problemas, a equipe criou a “Empresa Amiga da APAE”. O quadro consiste em agregar empresários de Carangola e região que queiram se vincular a projetos filantrópicos. O processo rola no esquema “uma mão lava a outra”. As empresas pagam mensalmente 50 reais para ajudar nos custos que a fundação tem tido por conta dos atrasos no repasse do dinheiro público e em troca, além de ajudarem as pessoas mais necessitadas, ainda ganham divulgação feita pela APAE.

Todo mundo que queira fazer uma doação (seja a quantia que for) é só entrar em contato com a fundação pelos números 3741-2538 ou 3741-1306. Os funcionários irão criar um carnê no valor estipulado por você e irão te entregar todo mês. O pagamento pode ser feito em casas lotéricas ou na própria APAE. Se você não tiver dinheiro disponível todo mês para doar, sem problemas! Pode dar a quantidade que quiser e quando puder.

AÍ FOI QUE O BARRACO DESABOU

“Desde julho do ano passado que o governo não paga o aluguel do espaço que temos disponível para uma escola pública situada aqui no prédio da APAE”, afirma Camila. Só essa dívida já acarretou um rombo de mais de 113 mil reais na conta da instituição carangolense. Esse dinheiro pagaria os custos de materiais, infraestrutura e funcionários.

Para piorar, os pagamentos do aluguel não estão sequer em vista de acontecerem. A secretária administrativa da APAE, Teteca Macedo, 49, entrou em contato com a pessoa responsável pelo trâmite e a resposta que obteve hoje de manhã foi que está “sem previsão, sem perspectiva, sem ânimo, sem nada”. O que a administração pode esperar diante de um feedback desse?

Os prejuízos estão cada vez maiores. O projeto governamental PIPA tem sofrido atraso de oito meses de pagamento! Não só aqui como em todo o Brasil! Já são mais de 50 mil reais, apenas do PIPA, em déficit na renda da fundação. Esse dinheiro seria utilizado para pagar profissionais especializados e instrumentos de trabalho.

Agora, adivinha quem é que paga essa dívida, caro (e)leitor.

BOLA PARA FRENTE E CABEÇA ERGUIDA

Para alavancar a instituição e fazer a conta sair do vermelho, a equipe planejou um projeto fresquinho, acabado de sair do forno. “Vamos fazer minibingos pelos bares da cidade que têm música ao vivo. Vamos sortear ingressos para eventos, vale-compras, mensalidade na academia Boa Forma, eletrodomésticos… A intenção é conseguir arrecadar um bom dinheiro para tirar a APAE do buraco”, explica Camila. Com apenas cinco reais, qualquer um pode participar do bingo e levar brindes incríveis para casa. Logo, logo a Folha da terra, em parceria com a APAE, informa mais novidades a respeito dos minibingos. Vamos fazer a nossa boa ação do dia?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s