I Love Carangola: as histórias das empresas que fazem a economia da cidade girar

Publicado por

Muitos sonhos nascem aqui, na nossa terra. Várias histórias se repetem, voltam a ser planejadas, debatidas e vividas intensamente. Quem nunca saiu da cidade do interior para ir em busca dos seus sonhos? E quantos de vocês voltaram para a sua cidade para finalmente vivê-los?

A proprietária da I Love Frida, Fernanda Araújo, 30, foi uma dessas pessoas que viram a sua paixão criar forma na volta para casa. “Fiz faculdade de moda em BH, mas ainda não sabia o que eu queria fazer depois disso. Não pensava em voltar pra cá. Minha mãe acabou tendo um problema de saúde e, do nada, eu pensei em voltar pra Carangola para ficar perto da minha mãe durante esse processo. A minha ideia era ir de novo para Belo Horizonte, mas minha vida profissional foi dando certo por aqui”, conta. A criatividade foi a aliada da estilista. Um ateliê que começou no fundo da loja dos seus pais acabou se tornando a única marca de roupa carangolense na atualidade, a I Love Frida.

Tudo isso teve início lá em 2010. A partir daí ela viu no mercado da sua cidade uma chance de crescer com a sua grife. Começou contratando costureiras de Carangola para priorizar a mão de obra disponível na região, mesmo sabendo que essa decisão iria encarecer o valor final das suas peças. Ela quis fazer a economia girar por aqui. E essa ideia tem dado certo apesar das dificuldades.

Para a cidade crescer, primeiro o carangolense tem que aprender a valorizar o que é “dele”. Orgulho é algo que todos nós sentimos quando vemos marcas como essa dando certo pelo Brasil afora. Mas temos que perceber que todo trabalho tem seu custo e vale a pena apoiar esses microempresários que apostam na nossa cidade para dar o pontapé inicial. “Tinha um público que tinha uma certa resistência para valorizar as roupas feitas aqui porque eram confeccionadas por costureiras da cidade, como tem hoje a Soninha. Mas mesmo assim esse público não deixava de ir lá na loja conferir as peças”, ri a Fernanda.

“Teve uma moça que, há alguns anos, foi lá na loja comprar roupa para viajar para fora do país. Primeiro ela ficou um pouco receosa por causa do valor, achando que estava caro, mas acabou levando o conjunto. Tempos depois encontrei com ela no Tênis e ela veio me contar toda feliz do sucesso que a roupa fez lá no exterior. Uma outra pessoa também me disse da felicidade que é quando alguém elogiava a roupa, que dava aquele orgulho como se ela tivesse uma participação na produção daquela peça.”

É por momentos como esses que os empresários carangolenses investem todo o seu estudo para fazer o melhor para você. Uma vez por mês iremos contar um pouquinho de empresas como essa da Fernanda, que apostam todas as suas fichas na nossa terrinha. São muitas histórias iguais a essa. Valorize. Um dia pode ser a sua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s