Saiba o verdadeiro estado da escola Santa Luzia

Publicado por

Paredes rachadas, infraestrutura defasada, local insalubre. Esses foram alguns dos vários motivos para que a escola Santa Luzia mudasse de sede

O novo local provisório fica na  Rua Coronel Olímpio Machado.  Mas ainda há muitas dúvidas. Será que instituição de 58 anos de  história terá folego para se manter? Com pouco investimento, falta de material e elevado número de evasão, os funcionários se desdobram para manter as atividades escolares.  A vereadora Ana Beatriz Silva Graça e o vereador Wanderli Lemos, usando de suas atribuições fiscalizatórias, foram mostrar como está a atual situação da escola.

O antigo prédio ainda espera pela reforma. Segundo Ana Beatriz, o local está totalmente largado e a promessa da reforma ainda não mostrou resultados efetivos, ela ressalta: “o muro ainda não terminou, tem um buraco enorme por onde as pessoas estão passando e saqueando a escola, não há ninguém para fiscalizar.”

A vereadora afirma ainda que os professores relutaram com essa nova mudança de sede, ela explica:  “os professores tinham uma resistência em mudar, justamente por achar que a prefeitura e a secretaria não iriam reformar aquela escola. E sinceramente, eu acho que eles tinham razão.”

30167242_323285311531198_8914296816538870350_o

A nova sede

Segundo a vereadora, a mudança de endereço foi feita às pressas, não houve nenhum estudo para saber se de fato o local era adequado para receber alunos e funcionários. Ela reconhece que o novo local apresenta uma boa estrutura, mas ressalta que são necessárias  modificações: “sempre que há uma mudança de prédio é necessário um laudo de engenheiro para verificar a insalubridade a fim de não colocar em risco a vida das crianças, professores e demais funcionários.  Atualmente o prédio não é viável, deveria ser provisório, mas acontece que o tempo foi passando e as obras não mostraram progresso”

30168005_323285294864533_7872536356934009540_o

Vontade demais,  infraestrutura de menos

Com salário baixo, falta de recursos e incentivo, os professores se veem com as mãos atadas. O amor à profissão fala mais alto. A professora Marta Christina tem se esforçado para atender todos os alunos. Com a demissão de um professor substituto, ela dedicou todo seu amor e profissionalismo. Em uma iniciativa admirável, a educadora juntou três turmas para lecionar e tentar suprir a carência do corpo docente.  Ana Beatriz reconhece o esforço da professora, mas lamenta: ‘’os professores são pessoas dedicadas e buscam de todas as formas atender aos alunos. Mas infelizmente houve uma falta de organização da secretaria quando dispensou um professor provisório sem antes colocar outro no lugar.”

O que diz a secretária de educação

Entramos em contato com a secretária de educação, Glaciene Januário Hotti, que confirmou a evasão alegada pela vereadora. “Como qualquer mudança, é possível dizer que houve alguns transtornos, pois a escola saiu de um local periférico da cidade para o Centro. Isso fez com que alguns alunos/as, cerca de 20 alunos, pedissem transferência para uma escola mais próxima de suas residências. Atualmente a escola possui um total de 104 alunos, tendo ingressado nesse ano, 32 alunos no 6º ano do Ensino Fundamental.”

Em contraponto ao que foi dito anteriormente sobre a questão da contratação de um professor substituto, a secretária  explica que “de fato ocorreu uma readequação da distribuição das aulas em virtude do retorno de um professor efetivo que estava cedido para outro órgão do município. Contudo, as aulas excedentes foram disponibilizadas para contratação de outro professor, o que já ocorreu. As atividades na escola já estão normalizadas.”

Sobre o novo prédio, a Secretaria de Educação  reconhece que o local não é o mais adequado. “Concordamos que o prédio alugado não é o ideal para uma escola, mas no momento foi o que possuía melhores condições para comportar as atividades escolares sem que houvesse prejuízo delas. Ressaltamos que foram realizadas algumas adaptações no prédio, como divisórias para organizar o ambiente de salas de aula e quadros escolares.”

Tentamos entrar em contato com o secretário de obras para saber sobre o andamento da obra do antigo prédio, mas não houve retorno até o momento.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s