Carangolense estreia no MMA no Favela Kombat

Publicado por

Lutador dá o pontapé inicial na carreira dentro do MMA no fim de setembro

Jonas Sousa, 22, cresceu cercado pelo esporte. Iniciou no taekwondo sem pretensões, migrou para o futebol professional, foi pro jiu-jitsu e agora está caindo de cabeça no MMA. Foi na luta que o carangolense se encontrou. Só no jiu-jitsu ele já participou e ganhou campeonatos a nível nacional e mundial! Isso, sim, é um menino com garra.

“Comecei jogando futebol. Depois não deu certo, aí resolvi entrar nas lutas por saúde mesmo, pra emagrecer. Assim que comecei a treinar jiu-jitsu me levaram pro meu primeiro campeonato, lá em Espera Feliz. Fiquei em terceiro lugar nessa competição. Daí em diante eu peguei o gosto e continuei competindo. Fui campeão brasileiro, mundial, pan-americano… Foi quando o Felipão, dono da academia que eu lutava, me incentivou a entrar no MMA”, Jonas

A mudança para Campos, no Rio de Janeiro, para estudar educação física foi a porta de entrada para o mundo do MMA. Lá ele começou a fazer parte da equipe Arena Champs e a treinar a luta. Para isso ele abriu mão dos fins de semana regados a cerveja e comida não balanceada. “Agora em setembro eu já tenho que ir perdendo dez quilos para bater os 70 quilos impostos para o peso leve. Nesse período faço uma dieta normal, sem comer besteira e sem beber álcool. Tenho um nutricionista que me acompanha e me passa tudo direitinho”, explica. Não é só a batalha de perder peso ou de treinar que ele encara diariamente. Conseguir um patrocínio também é um trabalho suado para Jonas.

“No Brasil, é complicado o atleta conseguir patrocínio. Graças a Deus, eu tenho alguns aqui de Carangola que me ajudam, como a Óticas Precisão. Para conseguir isso eu vou de porta em porta, faço um ofício, aí levo para as empresas. Tem algumas pessoas que já me conhecem, são amigos da família, aí um dá dez reais, outro dá cinquenta… Sempre ajudam”

A estreia no Favela Kombat será o evento que Jonas mais precisará do apoio dos empresários carangolenses. Os gastos com a viagem, a hospedagem, o desgaste da perda de peso e depois pra recuperá-lo… Tudo isso influi para o aumento dos gastos na hora de se preparar pra competição. O treino é pesado mesmo! Tem alguns que são 100% realistas, então a porrada rola solta com vontade! A pressão é grande e o desafio é maior ainda, mas o lutador é focado em tudo o que faz e está preparado para abrir mão de muitas coisas para alcançar seus objetivos.

“Na última semana antes da luta, a gente faz a desidratação. Uso capas parecidas com os casacos de motoqueiros para eu suar bastante durante os treinos. Tenho que ir diminuindo a água também. No último dia, nem água eu tomo a partir de 12h até a hora da pesagem no dia seguinte. Já cheguei a perder sete quilos em uma semana só de água que eu eliminei do corpo e não repus”

APOIO VEM DE CASA

“Até pouco tempo atrás minha mãe e meu pai nunca tinham visto uma luta minha. Teve um evento de jiu-jitsu aqui perto, aí minha mãe aproveitou pra ir. Ficou louca!”, ri o lutador. Para o campeonato mundial, que rolou em Vitória, no Espírito Santo, a galera fez as malas e partiu para apoiá-lo. Mãe, pai e namorada marcaram presença. Mas quando o assunto é MMA, Jonas já brinca: “eles falaram que agora não vão não, que Deus os livre! (risos)”.

Os pais do Jonas são os fãs número um do jovem. Às vezes fazem até papel de aconselhadores ou de treinadores do lutador. Acha que nas vistas deles a comida está liberada? Na na ni na não! “Eles me ajudam a manter a dieta, ficam em cima de mim. Se verem eu comendo alguma besteirinha, já dizem: ‘lutador não come isso aí não, ué! Você é atleta, pode comer isso não’. Eles pegam no pé mesmo! Mas tudo é com o propósito de ver o filho realizando o seu sonho. “Eles são meus maiores apoiadores”, enfatiza Jonas.

O Favela Kombat 30 vai rolar no dia 30 de setembro, a partir das 18h, em Itaboraí, no Rio de Janeiro. Quem quiser engrossar o coro dos torcedores da família Sousa é só comprar ingresso antecipado por R$ 35. Jonas promete entrar na arena para ganhar. Sabe como é, né? Missão dada é missão cumprida.

img_4308-1

Fotos: divulgação do Favela Kombat e Victor Souza

 

resumo-autores-mayra-russo-folha-da-terra-carangola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s