Museu Nacional: itens do acervo consumido pelo fogo

Publicado por

O Museu Nacional, instituição vinculada à Universidade Federal do Rio de Janeiro, pegou fogo na noite deste domingo (02). Aproximadamente 20 milhões de itens foram destruídos pelas chamas

Na noite de ontem (2) a notícia do incêndio no Museu Nacional, localizado na Quinta da Boa Vista, Rio de Janeiro, entristeceu e revoltou milhões de brasileiros.  Uma tragédia sem precedentes. O Instituto foi construído em 1818 e em junho comemorou seus 200 anos se consolidando a instituição científica mais antiga do Brasil. Mas a comemoração dos seus dois séculos de existência veio da pior maneira possível. O fogo destruiu nosso acervo histórico, antropológico, etnográfico e foi um duro golpe para a museologia brasileira. O graduado em história ,Daniel Bazeth, diz ser uma dor irreparável: “é lamentável ver esse descaso com nossa história, falta um olhar mais afetivo para nossa memória. Um instituto deste porte, que deveria ser motivo de orgulho para nós brasileiros, é tratado com descaso por nossos governantes.”, desabafa

Obras expostas no Museu Nacional

Os bombeiros e funcionários do Museu ainda se esforçam para recuperar uma pequena parte do acervo que sobrou. Entre os milhares de itens expostos no museu selecionamos alguns, como: registros históricos, fósseis, documentos, múmias e obras de arte.

1- Luzia

Luzia era o fóssil humano mais antigo encontrado na América Latina, com data aproximada de 10.000 a.C.

Luzia-fossil-reprodução

2- Esqueleto de Maxakalisaurus

No museu estava também o esqueleto reconstituído de Maxakalisaurus Topai, dinossauro que veio do estado de Minas Gerais.  Maxakalisaurus foi o primeiro de grande porte a ser montado no Brasil.

Maxakalisaurus topai

3- Meteorito Bendegó

A peça está na instituição desde 1888, ele foi encontrado em Monte Santo, na Bahia.  Com aproximadamente 5.300kg, o meteorito conseguiu resistir ao incêndio.

11-08-00-30-12-0

4- Caixão de Sha Amun en su

São mais de 700 peças, a coleção de arqueologia egípcia do Museu é considerada a maior da América Latina, além de ser a mais antiga do continente.

egito1-REPRODUÇÃO

5- Trono de Daomé

O Trono africano do Século XVIII foi uma das primeiras peças do Museu Nacional. O Trono era um presente dos embaixadores do Reino de Daomé para o Príncipe Regente D João VI, em 1811

foto-reprodução-trobi

Além desses itens, podemos destacar também: o acervo de botânica Bertha Lutz, o esqueleto de Angaturama Limai, maior carnívoro brasileiro. Alguns fósseis de plantas já extintas, o maior acervo de meteorito da América Latina,  murais de Pompeia, entre diversos outros.

Imagem/reprodução: internet

resumo-autores-pedro-ewers-folha-da-terra-carangola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s