Prefeito de Muriaé decreta estado de emergência financeira

Publicado por

De acordo com prefeito medida foi tomada em função do não recebimento de mais R$ 61 milhões do Governo de Minas

A crise que vem afetando o estado de Minas está refletindo na administração de diversas cidades da Zona da Mata e Campos das Vertentes. Depois de Carangola decretar estado de calamidade financeira, agora é a vez de Muriaé. O prefeito da cidade, Ioannis Konstantinos Grammatikopoulos (DEM), anunciou o decreto de calamidade ontem (31). O motivo, de acordo com o Executivo, seria a falta de repasse do Governo para o Município, no valor estipulado em mais de 61 milhões.

O decreto terá validade de 120 dias. O principal objetivo é a garantia do pagamento dos servidores municipais sem atrasos. Para isso, o município adotou algumas medidas para ajudar a equilibrar as contas e manter os serviços nesses 4 meses de decreto.

Confira as medidas:

  • Redução de combustível, telefone e correio
  • Redução de despesas extras, como ordens de serviço e obras que não estejam em andamento.
  • Diminuição de viagens e eventos que não são essenciais.
  • Funcionamento de setores administrativos em horários diferentes, a partir da próxima segunda, de 12 h às 18  h.

O decreto entrou em vigência hoje, dia 1.

Imagem/reprodução: Rádio Muriaé

resumo-autores-pedro-ewers-folha-da-terra-carangola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s