Professores da rede municipal de Carangola continuam sem receber

Publicado por

Ontem (17) foi realizada uma reunião com o prefeito no saguão da prefeitura. Professores reivindicam seus salários

Já não é o primeiro mês os que professores da rede municipal de Carangola têm seus salários atrasados. Em novembro, o pagamento ocorreu no fim do mês. Em reunião realizada na sede da prefeitura, o prefeito Paulo Petersen, disse que hoje (18), iria retornar para Belo Horizonte onde irá encontrar com os demais prefeitos do estado. Segundo a educadora Marta Christina, “ao que tudo indica, vão acompanhar a votação para se tratar do fundo e dos repasses.”

A verba destinada aos professores é do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB), e parece que esse repasse ainda não ocorreu. Marta Christina esteve na reunião, e diz que, de acordo com o prefeito “a expectativa (não é certeza), é que o pagamento seja creditado na conta ainda essa semana”. Segundo Marta, o prefeito ouviu as solicitações e reivindicações (dentre elas a volta às aulas), e disse que depende dessa votação para acelerar o processo de arrecadação.  “Em 25 anos de prefeitura nunca vivemos isso”, lamenta a mestre.

Vale lembrar que  essa não é uma realidade exclusiva de nosso município. Várias outras cidades mineiras passam pela mesma situação, devido ao colapso financeiro que assola o estado mineiro. Tentamos entrar em contato com a prefeitura municipal para eventuais esclarecimentos, mas não fomos atendidos até o fechamento dessa matéria.

O que é o FUNDEB?

O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica é um conjunto formado por 27 fundos (estados e Distrito Federal. Ele é utilizado de forma a redistribuir recursos destinados à Educação básica.

“Trata-se de um grande cofre do qual sai dinheiro para valorizar os professores e desenvolver e manter funcionando todas as etapas da Educação Básica – desde creches, Pré-escola, Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio até a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ele entrou em vigor em janeiro de 2007 e se estenderá até 2020, conforme prevê a Emenda Constitucional nº 53, que alterou o Art. 60 do Ato de Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT) .” Reprodução Site Todos pela educação.

Foto/reprodução: http://www.comregras.com

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.