No Dia Internacional da Mulher, pouco se tem a comemorar

Publicado por

Jovem, vítima de tentativa de feminicídio no ES, ainda permanece internada na Casa de Caridade de Carangola.

Hoje (8) se comemora o Dia Internacional da Mulher, e casos como esses vêm crescendo em nosso país. Em pesquisa feita pelo G1 em parceria com  o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública,  constatou-se que o número de feminicídio no país cresceu  12%. Uma mulher é morta a cada duas horas em nosso país.

Em reportagem exibida ontem no Jornal Nacional, o médico provedor da Casa de Caridade, Doutor José Anchieta Pereira  falou sobre o estado de saúde de Jane Cherubim. A jovem, foi brutalmente agredida pelo seu ex-namorado (Jonas Amaral), segue internada no hospital da cidade. O médico explicou em reportagem as lesões sofridas pela vítima.

“No caso dela foi um trauma crânio encefálico grave. Ela chegou muito machucada, com a face desfigurada. A gente fez os procedimentos de urgência para estabelecer a respiração, o equilíbrio hemodinâmico para mantê-la viva. Hoje ela se encontra normal, muito triste pelo acontecido, mas ela não teve fratura nenhuma no corpo só teve esse problema na cabeça”, explicou o médico em entrevista à TV integração.

Entenda o Caso:

Jane foi encontrada pelos seus irmãos na madrugada desta segunda. A jovem foi espancada e deixada em  uma estrada em Dores do Rio Preto (ES), com o  rosto desfigurado. De acordo com informações passadas pelo G1 , ela segue fora de perigo. Imagem do circuito de segurança do local onde eles trabalhavam mostra Jonas saindo do estabelecimento na madrugada desta segunda (4), mesmo dia do crime.  O Delegado Ricarte Teixeira disse em nota à TV integração que já não há dúvidas sobre a autoria do crime e que o acusado continua foragido:

“Não temos mais dúvidas de autoria, lógico que tem alguns detalhes, nuances para serem resolvidos, investigados. Contamos com apoio da população que se tiver alguma novidade, contate através do 181 e 147, Polícia Militar e qualquer informação que possa ajudar na captura do acusado”, disse o delegado da cidade de Alegre, Ricarte Teixeira.

Ainda de acordo com informações obtidas pelo portal G1 o  agressor teria enviado mensagem de áudio para a mãe da vítima: “eu tava lá no bar trabalhando, pedi para ela ir no bar perto de mim e ela não quis, pra fazer desfeita da minha pessoa, dona Maria. Ela tá aqui agora fingindo que é não sei o quê, tá desmaiada no asfalto aí. Eu cansei, dona Maria. Eu fiz de tudo pra vocês, cansei dessa vida hipócrita minha. Cansei mesmo, de coração”. Diz o rapaz em tom de desabafo.

resumo-autores-pedro-ewers-folha-da-terra-carangolaInformações parcial: G1.COM

Imagem/reprodução: Brasília de Fato

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.